Família VariHesive®

Evidência Clínica

O uso de curativos DuoDERM® provou ter vantagens para promover a cicatrização da ferida dentro de um protocolo de tratamento.

Os curativos DuoDERM® estão associados à melhora da cicatrização em feridas crônicas em comparação com os curativos tradicionais e outros curativos de hidrocoloide.

Day, et al. 1995

Não há evidência que a melhora da ferida é mais provável com os Curativos DuoDERM® do que com outros hidrocoloides na tratamento de feridas por pressão.

Em um estudo clínico multicêntrico controlado prospectivo de 52 pacientes observou-se que:3

41 dos 52 pacientes apresentaram melhora nas feridas quando foram utilizados curativos DuoDERM® comparado com 31 dos 51 pacientes tratados com Tegasorb™ (um curativo de hidrocoloide).

Singh, et al. 2004

Em uma meta análise dos estudos controlados randomizados (RCT) sobre curativos oclusivos de hidrocoloide versus gaze convencional na cura de feridas crônicas: 4

A análise dos 11 trabalhos que atendiam aos critérios de inclusão descobriu que a cura completa ocorreu em 51% das úlceras no grupo de hidrocoloide comparado a 38% no grupo convencional.


A análise dos estudos econômicos no tratamento de cuidado de feridas demonstrou que os Curativos DuoDERM® podem reduzir o custo geral dos cuidados e são econômicos para o tratamento de feridas por pressão e úlceras nas pernas.

Uma revisão dos estudos econômicos no controle do tratamento de feridas demonstrou que os curativos DuoDERM® Gel Hidroativo e DuoDERM® podem reduzir o custo total do tratamento e é econômico para o controle de lesões por pressão e úlceras de perna.

Kerstein, et al. 2001

Um estudo de custos realizado por Kerstein et al 5 concluiu que:

O custo por úlcera venosa curada em 12 semanas foi mais baixo para os curativos DuoDERM® do que para curativos de gaze impregnados.

Os curativos DuoDERM® foram mais econômicos do que gaze salina e hidrocoloides da concorrência no tratamento de úlceras por pressão em um período de 12 semanas.

Diretrizes europeias para úlceras por pressão

As diretrizes do Painel Consultivo Europeu sobre Lesões por Pressão (EPUAP) e do Painel Consultivo Nacional para Úlceras por Pressão (NPUAP) recomendam o uso de hidrocoloides para tratamento de lesões por pressão.

Estágio 1: Pele intacta com vermelhidão não branqueável de área localizada, geralmente sobre uma proeminência óssea. Pele pigmentada escura pode não apresentar branqueamento visível, sua cor pode diferir da área circundante.

"Considerar o uso de curativos hidrocoloides para proteger áreas do corpo com risco de lesão por atrito ou risco de lesão por fita adesiva. (Nível da Evidência = C)"

Estágio 2: Perda de espessura parcial da derme apresentando-se como uma úlcera aberta rasa com um leito da ferida vermelho/rosa, sem casca. Ela também pode se apresentar como uma bolha de soro intacta ou aberta/rompida.

"Usar curativos hidrocoloides para úlceras por pressão Categoria/Estágio II limpas em áreas do corpo onde não irão enrolar ou derreter. (Nível da Evidência = C)"

Tegasorb™ é uma marca comercial da 3M Company.

“O nosso portal usa cookies e outras tecnologias para que nós e os nossos parceiros nos possamos lembrar de si e compreender como utiliza o nosso site. Aceda à nossa Ferramenta de Consentimentos de Cookies, conforme a vê em todas as páginas, para ver uma lista completa destas tecnologias e para nos comunicar se podem ser utilizadas no seu dispositivo. A continuação da utilização deste site será considerada como consentimento tácito.. Poderá bloquear e evitar os cookies. Veja como fazê-lo aqui: instruções

Saiba mais sobre a nossa política de Cookie